quarta-feira, 25 de novembro de 2009

tipos de pessoas

Existem dois tipos de pessoas. Certo, eu sei que existem vários. Mas eu quero dizer que existem dois tipos de pessoas:

Tem aquelas que se fazem de superior quando são magoadas. Orgulho lá em cima. Finge que nada as atingiu e que está tudo bem.

E tem aquelas que tem o trabalho de explicar pra outra pessoa que o que ela fez magoou. Mesmo que a outra pessoa não entenda ou não se importe. Elas explicam.

Eu sou do primeiro grupo, caminhando pra ser do segundo.
Espero que me aceitem no clube.


terça-feira, 17 de novembro de 2009

aBIOsorvente?

Alguém, além de mim, acha um saco esse negócio de politicamente correto?

Sério, que me desculpem os adeptos, mas existe algo mais chato e insuportável do que esse grupinho de gente ideológica? O grupinho de gente que se dizem ambientalistas, protetores das árvores e animais(esse até que vai), comedores de comidas organicas, comida vegetariana.. etc etc etc... Sinceramente viu... me dá uma preguiça. Será que eu realmente preciso ir numa palestra pra aprender que o lugar de lixo é no lixo? Sério gente, aprendi isso com a minha mãe quando eu tinha dois anos de idade.

Pior de tudo é que esse povo que tem esses ideais meio fora de rumo não se contentam em guardá-los ou então debater apenas entre eles, eles ficam enchendo o saco de todo mundo com esses discursos fabricados numa reuniãozinha de meia hora. Daí se você, pessoa que tem mais o que fazer da vida, não dá bola, aí você é alienado, sem consciência, e certamente é culpado pelo aquecimento global, pelo buraco na camada de ozônio, pela extinção dos ursos Panda, e provavelmente você também é culpado pela guerra no Iraque. Ai nossa, sinceramente isso me dá uma agonia, me dá uma preguiça tão forte.

Você deve tá se perguntando por que que estou falando sobre isso. Respondo: porque uma amiga me mandou este link pelo msn, e eu estou horrorizada, apavorada, boquiaberta. Eu desejo do fundo do meu coração que isso seja apenas uma invençãozinha boba de alunos de alguma faculdade, e que eles fizeram apenas com o intuito de terem uma boa nota. Porque sério, se for mais uma invenção dessa patrulhinha de gente ambientalmente corretas, eu vou achar que são todos loucos, débeis mentais, ou então são homens, claro, porque mulher nenhuma com algum juízo na cabeça faria uma coisa dessas.
Cá entre nós mulheres, existe algo mais incômodo, algo mais infernal do que o que temos que passar todo mês, sem falar das cólicas? Tenho certeza que a pessoa que inventou o absorvente industrial ganhou um prêmio, porque eu morro de aflição só de imaginar como que as mulheres se viravam décadas atrás sem essa invenção, e minha avó coitada, que ficava lavando paninho. Agora imaginem, em pleno 2009, que tem gente que quer que façamos a mesma coisa que as mulheres faziam no começo do século: lavar paninho e estender no varal pra reutilizar no próximo mês. É brincadeira né...

As pessoas confundem desperdícios e futilidades, ficam com esse papinho de que a mídia influencia as pessoas e constrói necessidades. Claro que devemos nos conscientizar , mas sejamos realistas né gente. Como é que é isso? Eu posso ter um carro, posso ter um notebook, celular, posso ter várias coisas inúteis que consomem energia dentro da minha casa, mas não posso usar um absorvente industrial? Fala sério...

"Após usar o aBIOsorvente, se quiser você poderá deixá-lo de molho na água sem sabão e usar essa água para molhar suas plantas, pois é rica em nutrientes. As plantinhas agradecem."


Além de tudo são um bando de porcos, ninguém merece.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Tipo assim...




... hoje, e o resto da semana..

domingo, 8 de novembro de 2009

Crônica

Outro dia ela e o amigo foram numa festinha, era o aniversário de dois anos da filha de uma grande amiga. Sabem como é ne... festa de criança é sempre aquela alegria: brigadeiro, muitos doces, balas e guloseimas de todos os tipos imagináveis.

Mas o que mais chamou a atenção foi aquele Pirulito, sabe aquele pirulito enorme que a Chiquinha do Chaves sempre compra, que parece que so tem na televisão? Pois é, esse mesmo.

Pois bem, tinha umas vinte crianças, e seus respectivos pais. O únicos jovens ali era ela(de 23)e o amigo(de 28, sabe aquele 28 que parece 18? esse mesmo) Depois dos parabéns foi aquela bagunça, crianças atacando a mesa e pegando as guloseimas, quando os dois conseguiram chegar na mesa, o pirulito já tinha acabado.

Ela voltou pra mesa tão deprimida...
Mas eis que os olhos dela brilham, quando na mesa ao lado, ela vê um pirulito. Na mesa tinha uma criança muito distraída comendo bolo, e sua mãe muito mais distraída ainda falando ao celular.
Ela cutuca o amigo, e mostra a ele aquela RELÍQUIA em cima da mesa, tão lindo, tão colorido, e brilhava tanto. E é claro, elaboram um plano para o 'furto' do pirulito. Como sempre, ela foi a mentora intelectual para bolar toda o sequestro, e o amigo, colocaria em prática.

Como dois bons planejadores, é claro... esperaram pacientemente a hora certa; quando finalmente o moleque termina o bolo e chora querendo mais; sua amável mamãezinha vai buscar mais.
Pronto
! É a hora!!!
Puxaram a cadeira pra perto pra não sem serem notados pelos outros convidados. Ela puxa um papo com o menino, pergunta o nome dele, ele responde. É nesse momento que a mão mais rápida do mundo pega o pirulito e passa pra ela por baixo da mesa, ela põe dentro da bolsa.

Voltam rapidamente pra mesa. O moleque começa a procurar o pirulito pelo chão, avista a mãe de longe e vai atras dela, achando que ela guardou. O dois jovens ficaram olhando de longe o moleque dando chilique, chorando e esperneando. A mãe falou com a dona da festa, pediu outro pirulito, mas já tinha acabado. Esse tipo de pirulito é mesmo uma relíquia.

É claro que ficaram com pena do menino, mas esse foi um caso de sobrevivência.
Os dois foram se despedir da aniversariante e de seus pais, disseram que tinham que ir, que tinham outro compromisso.
Papo furado, queriam mesmo era ir embora, pra poderem finalmente saborear o maravilhoso prêmio.


Os dois jovens da história gostariam de deixar uma mensagem com vocês: Quando puderem, roubem pirulito, principalmente se for daqueles que passa no Chavez.
Deus há de perdoar...



Não me perguntem quem são os dois jovens da crônica. Eu me pedi segredo,
e quando alguém me pede segredo, eu não falo mesmo, não insistam.

domingo, 1 de novembro de 2009

Papos

"- Me disseram...
- Disseram-me.
- Hein?
- O correto é disseram-me. Não 'me disseram'.
- Eu falo como quero. E te digo mais... ou é 'digo-te'?
- O quê?
- Digo-te que você...
- O 'te' e o 'você' não combinam.
- Lhe digo?
- Também não. O que voce ia me dizer?
- Que você está sendo grosseiro, pedante e chato. E que vou te partir a cara. Lhe partir a cara. Partir a sua cara. Como é que se diz?
- Partir-te a cara.
- Pois é. Parti-la hei de, se você não parar de me corrigir. Ou corrigir-me.
- É para o seu bem.
- Dispenso as suas correções. Vê se esquece-me. Falo como bem entender. Mais uma correção e eu...
- O quê?
- O mato.
- Que mato?
- Mato-o. Mato-lhe. Matar-lhe-ei-te. Ouviu bem?
- Eu só estava querendo...
- Pois esqueça-o e pára-te. Pronome no lugar certo é elitismo.
- Se você prefere falar errado...
- Falo como todo mundo fala. O importante é me entenderem. Ou entenderem-me?
- No caso... não sei.
- Ah, não sabe? Não o sabes? Sabes-lo não?
- Esquece.
- Não. Como 'esquece'? Você prefere falar errado? E o certo é 'esquece' ou 'esqueça'? Ilumine-me. Mo diga. Ensines-lo-me, vamos.
- Depende.
- Depende. Perfeito. Não o sabes. Ensinar-me-lo-ias se o soubesses, mas não sabes-o.
- Está bem, está bem. Desculpe. Fale como quiser.
- Agradeço-lhe a permissão para falar errado que me dás. Mas não posso mais dizer-lo-te o que dizer-te-ia.
- Por quê?
- Porque, como todo esse papo, esqueci-lo."



VERISSIMO, Luis Fernando.
Novas comédias da vida pública -A versão dos afogados.