quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

adeus 2009

Este, provavelmente, é o ultimo post desse ano...
Desejo a todos meus amigos leitores ótimas festas, comam muito, bebam com moderação, lembrem-se de antes de fazer uma listinha de objetivos para o ano novo, reveja a que foi feita ano passado, pra não cair na mesmice das eternas promessas.
----------
Ontem, depois de passar horas e horas com os amigos tomando cerveja café, e depois de chegarmos ao ponto de ficar falando sobre fim do mundo, o sentido da vida e coisas do tipo... eu chego em casa e recebo do meu amigo essa tirinha da Mafalda, e resolvi partilhar com vocês... pra vocês aprenderem como se livrar desse tipo de questionamento, poderem começar o ano super bem e seguir a vida com esse tipo de problema já resolvido, certo?


Simples assim!!!


Feliz 2010 galera e pelamordedeus, se beber não dirija!!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Então é Natal...

Cheguei até aqui hoje inspirada pra falar sobre o Natal, por três motivos; primeiro porque, óbvio, amanhã é Natal; segundo porque andando pelas ruas comerciais da cidade, não tem como não lembrar a todo momento desse período natalino \o/
Ahh o Natal, tempo bom, tempo de reunir a família, os amigos, tempo de perdoar as ofensas, tempo de esquecer tudo de ruin que aconteceu durante o ano; tempo de pensar em coisas boas, tempo de alegria, tempo de paz, tempo de amar. E qual a melhor forma de dizer que ama, que não seja dando de um presente um computador de última geração; ou uma tv de plasma 32 polegadas, em até 12 vezes sem juros e sem entrada e que voce começa a pagar só depois do carnaval?


Triste isso, mas a idéia de espírito natalino que vemos é esse: 'ame, mas não esqueça de dar um presente pra pessoa amada.' Engraçado que nas propagandas de televisão eles dizem muito isso, que o Natal é tempo de amar, e o resto do ano?

Não estou aqui falando de consumismo, não estou falando do comércio; claro eles querem vender seus peixes. Estou aqui falando desse sentimento superficial que aflora em todos nós a cada final de ano, porque na verdade é como se disséssemos: "olha eu não sei dizer eu te amo, por isso te dou esse presente para que fique registrado por mais um ano, que me lembrei de você."
Patético isso, mas agora vamos esquecer essa baboseira toda.
***

Vou falar do terceiro e real motivo que me trouxe aqui hoje:
E gostaria que essa postagem servisse como uma mensagem.
Quantas vezes nós celebramos o natal do comércio, dos presentes, dos papais-noeis, das festas?
Agora outra pergunta: quantas vezes celebramos o Natal de Jesus, quantas vezes celebramos o Nascimento de Cristo?

Sabemos que o Jesus humano viveu apenas uma vez na terra da Palestina; mas será que aquele mesmo Jesus poderia viver em nós? SIM, o Cristo que viveu em Jesus pode também viver em nós. E não foi ele mesmo quem disse que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos? Não foi ele que disse: "Eu estou em vós, e vós estais em mim"? Então?!...

Vamos esquecer os símbolos natalinos, vamos esquecer papai-noel, vamos esquecer das festas sociais e comerciais. Marca, neste Natal, um encontro contigo mesmo, um encontro com tua alma, longe dos ruídos acredito que o verdadeiro Aniversariante virá encontrar-te contigo.
Sejamos cada um uma manjedoura para acolher e celebrar o verdadeiro sentido do Natal,
que é Jesus Cristo!


Feliz Natal pra todos, mas o Natal mesmo hein... o Verdadeiro! Abraço!!!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

sobre isso e aquilo...

Entre os vários tipos de blogs, não me interesso nadica de nada pelos diárinhos pessoais, a não ser é claro, pelo meu mesmo. Penso que o melhor recurso desse mundo blogueiro, é que qualquer pessoa pode se sentir um Arnaldo Jabor ou uma Miria Leitão da vida; mesmo que a maioria sejam apenas agitadores de mesa de bar como eu.
Falando dos blogueiros 'profissionais'; profisionais não só os ganham dinheiro com isso, me refiro também aos que escrevem porque gostam, e matam a pau quando tem um teclado à frente, e usa a serviço da imaginação (leia-se, informação e opinião).
Coisa que aimiro, porque é preciso estar SEMPRE informado. É fácil colar alguma coisa no blog, é fácil pegar notícia de algum site e colar, sem nem ao menos comentar a notícia, é fácil publicar piadas recebidas por e-mail. Fácil pra c@r@lh*#. Difícil é escrever conteúdo, colocar a sua opinião baseada em pelo menos alg que faça algum sentido lógico, e ainda ter q usar fonte confiável, pra tudo isso é necessário tempo e dedicação. É preciso entender a fundo os altos e baixos de cada assunto antes de escrever e ainda assim reavaliar antes de publicar, isso pra não pagar mico e não ficar com cara de idiota.

Por outro lado, blog é uma coisinha tão pessoal, cada blogueiro define sua relevância. E é aí que eu quero chegar. EU defino o que eu quero escrever aqui, eu escolho o assunto, o tom do comentário, escrevo alguma besteira ou poema, escolho escrever sobre o que eu quero e pronto. IZEFINI.

Só que socialmente, sempre tem uma galera disposta a julgar. Bem, eu não vou negar
que me sinto imensamente lisonjeada quando meu amigos (e não amigos) elogiam, dizem que escrevo bem e tal; inté me sinto importante quando vem e me perguntam o que eu acho disso ou daquilo. Só que vale ressaltar que a minha opinião sobre um monte de coisa as vezes é controversa, por isso em diversos momentos eu decido não opinar, e apenas ouvir.

Mas tudo bem, vou citar dois exemplos;
*Não sei porque, mas tem gente que pede pra eu fazer comentários sobre a política de Imperatriz; eu até me interesso, mas não é muito meu tipo; e apesar de achar o Madeira um bom prefeito, preocupado e interessado em atender às reivindicações do povo, eu até ACREDITO nele; só que, na minha humilde opinião, ele ta rodeado de gente mal-intencionada(isso pra não falar outra coisa). Claro que tem gente séria no meio, os gatos-pingados; mas são minoria. Engraçado que me lembrei agora da dona Florinda dizendo pro Chaves: "muito ajuda quem não atrapalha". Eu gostaria muito de ver o prefeito dá um limpa geral na casa de uma vez por todas. Ah, mas é nessa hora que aparece alguém e diz o que já me disseram antes: "voce é jovem demais pra entender essas coisas". Aí eu resolvo deixar isso pra lá, pq meu pai me ensinou a não responder nem discutir com os mais velhos

*Semana passada eu estava com os dedos coçando de vontade de comentar sobre a reinauguração da Ponte da Liberdade/Integração/Dom Affonso Felippe Gregory
; mas não falei porque tava com preguiça de falar mal da Roseana, e depois ter que aturar os defensores da nossa medíocre governadora. Daí, diante disso, só posso dizer que gostei muito da chuva daquele dia, pena que foi pouca.

Bem, vou parando, o texto ta se estendendo muito; mas é isso aí, eu quero meu direito de decidir falar/escrever ou não sobre essas coisas; já tem tantos blogs na cidade falando sobre elas.
Eu quero meu direito de ser uma blogueira livre do politicamente correto, eu quero meu direito de poder escrever palavrões em MEU blog.Puta que pariu.
Eu quero meu direito de não ter que explicar minhas piadas, por pior que elas sejam. Eu quero meu direito de ser quem eu sou sem ter que ficar falando antes.

Não tem nada definitivo aqui
. Eu posso muito bem uma hora vir aqui falar sobre a alma humana, como também posso vir aqui e dizer que a minha unha quebrou. Não existe pauta obrigatória, eu valorizo meus poucos leitores, mas escrevo apenas sobre o que me dá vontade.

É isso aí galera...por hora é só, eu já falei demais, obrigada por lerem minhas palavras até aqui.
Beijinho doce procês...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Tudo muda, até bermuda; bermudei !




Acordei com vontade de mudar o visual do blog. Não que eu tenha mudado, mas, como tudo em demasia causa fastio, assim também uma página, mesmo que competente para comunicar um auto-retrato, se estática por muito tempo, pode gerar cansaço. Então, resolvi renovar; mas apenas o visual, minha forma de escrever, de ver o mundo e as pessoas, por enquanto, ainda é a mesma. Algumas coisas serão acrescentadas com o passar dos dias. Espero que gostem!

Beijomelinka!


E tudo mudou...
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss
O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib, Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
'Problemas de moça' viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou musse
Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê.
Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do 'não' não se tem medo
O break virou street
O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis

Polícia e ladrão virou Counter Strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV

Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...
A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência esta coisa maldita!

A maconha é calmante

O professor é agora o facilitador

As lições já não importam mais A guerra superou a paz E a sociedade ficou incapaz...
... De tudo. Inclusive de notar essas diferenças."



(Luiz Fernando Veríssimo)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Da série, bobagens da vida real...

E eu tava lá né, na fila do banco, fila enorme. Tinha uma moça na minha frente falando ao celular.
Moça loira, bonita, vinte e poucos anos; toda patricinha: bolsa roso choque, salto altíssimo, celular pink. Perto dela, não tinha como não ouvir o que ela dizia.
Provavelmente ela estava falando com o namorado:

- Oi amor... to na fila do banco ... Dizer agora? Aqui? ... Ah não, vou dizer não ... Ah porque ta cheio de gente aqui ... Não, não tenho vergonha de você, tenho vergonha de dizer. ... Não insiste, eu não vou dizer... Por quê você quer que eu diga isso aqui na frente de todo mundo? ... Nem adianta... Ta, eu também... tchau!

Acho que além de mim, tinha muita gente curiosa pra saber o que que ela tava com vergonha de falar. Eu, pessoa com facilidade pra puxar papo com desconhecidos falei:
- Oi moça... olha eu não sei o que era, mas acho que você deveria ter dito. - (sim, eu sou cara de pau as vezes)

- Hahahahah. Mulher, eu tava falando alto?
- Tava, olha agente tem que falar as coisas sabe, vai que você sai do banco é atropelada e morre, daí você nunca mais vai poder dizer.

- Aahahaha, quando eu chegar em casa eu digo, não dava pra falar na frente de todo mundo, tem criança aqui...

- Sério mesmo, eu tava pra tomar o celular da tua mão e falar logo esse negocio.

- Hahahaha.. você é engraçada.

- Hehe... to brincando, desculpa.
Essa fila vai demorar...
- Ah tudo bem, nossa você é muito simpática, qual teu nome...


E assim fiz mais uma amizade. Super gente fina a guria, ficamos conversando, falando e sorrindo das pessoas feias no banco. E antes de chegar a vez dela no caixa, e ela ir embora eu perguntei:

- Mas e então... o que era mesmo que você tava com vergonha de dizer?

- Hein?

- No celular, você tava com vergonha de dizer...

- Ah... " ... "

E ela me fala.
Mas eu NÃO vou contar pra vocês, não sejam curiosos.
Excesso de curiosidade é uma coisa muito feia.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

pequenas igrejas, grandes negócios


Dias atrás, eu li na primeira de um jornal algo mais ou menos assim: "A propaganda é a alma do negócio. Invista na divulgação dos seus produtos. Lucre alto. Conquiste a bela fatia do mercado. Coloque sua empresa na boca do povo. Anuncie aqui..." E todo esse blá-blá-blá que agente ta cansado de saber, que tem que anunciar pra aparecer e tal... enfim, eu não vim aqui hoje falar disso.

O fato que é que ontem eu vi uma coisa que me fez lembrar essa chamada do jornal, eu passei em frente uma igreja
e vi uma faixa na frente com os seguintes dizeres:
"MILAGRES SERÃO OPERADOS AQUI HOJE, NÃO PERCA O SEU!"

E bem pequeno do lado, tinha os horários dos milagres; tentei tirar uma foto com o celular pra postar aqui, mas não dava pra ver nada, era noite, a faixa cruzava a rua bem no alto de um porte para o outro. Hoje eu passei por lá, mas já tinham tirado; pelo visto o milagre era so ontem mesmo, quem foi foi, que não foi, perdeu.


É uma pena ver movimentos cristãos usar desses meios para atrair pessoas, e assim encher os seus templos. Anunciam como se estivessem anunciando uma empresa com algum produto em promoção. Divulgam as supostas maravilhas, mexem com o emocional e a fraqueza das pessoas.
E isso se espalha de maneira absurda e convencem principalmente aquelas pessoas que estão precisando de consolo.

E eu não estou falando apenas por causa da faixa não, eu falo baseado em coisas que eu sei e presenciei, eu até já comentei algo parecido sobre isso aqui.
É triste porque as pessoas que são enganadas estão, a maior parte, passando por problemas; e é nesse momento que são enganadas pois elas escutam exatamente o que querem ouvir.

Hoje, conversando sobre isso no msn com uma amiga, ela me envia alguns links, um tanto quando estranhos: selecionoei alguns pra vocês verem: link1 , link2, link3, link4, link5, link6...
E não é verdade o que dizem, que no Brasil, a fé move montanhas de dinheiro?

Nunca é demais ser cauteloso. E não foi Jesus mesmo que nos mandou ficar atentos? Deus nos livre de lobos em pele de ovelhas!
Que o amor de Cristo esteja sempre conosco, e o nosso cérebro também![2]

sábado, 12 de dezembro de 2009

Venalidade

Conheço uma mercadoria ideal - que nunca desvaloriza.
Que sempre tem cotação nos mercados do mundo.

Que nunca se esgota - por mais que se gaste.
Em tempos de paz, em tempos de guerra - sempre se vende a bom preço.

Vende-se e compra-se a peso de ouro essa mercadoria:
A consciência ...
Vende-se hoje a varejo, amanhã por atacado.
À vista, em conta firme... Em consignação, a prazo, em prestações...

Contra duplicata, letra de cambio, nota promissória...

Aluga-se, subloca-se, liquida-se... queima-se... torra-se periodicamente a preço reduzido...

Vende-se em hasta pública, ao correr do martelo do leiloeiro...

Dá-se até de presente - inteiramente de graça - por amizade e convenção social.

E (coisa espantosa!) por mais que se venda e revenda - está sempre à venda.

Sempre venal - a consciência humana...

Dá-se hoje por cem pratas - amanhã por mil - logo mais, por um milhão.
Dizem que o homem que vende a consciência é homem sem consciência. Pois, se a vendeu, como é que a teria?
E, no entanto, está errado! Quem vende a consciência ilude o comprador, fingindo vender o que não tinha. Vende cadáveres de consciência - não vende consciência viva. Consciência viva não se pode vender. Vende, como vende o açougueiro - vendedor de carne morta... safra de consciências é período de crise...

Consciência em leilão:

Dez pratas por uma consciência! Quem dá mais?...
Vinte pratas por uma consciência de trabalhador... de homem... de mulher - Quem dá mais?

Dez mil pratas por uma consciência de capitalista, de religioso - Quem dá mais?...
Um milhão de pratas por uma consciência de Iscariotes!.. Olhem que é pouco por uma legitima alma de traidor - Quem dá mais?...

***

Depois da milésima venda está a consciência tão gasta e exausta - que não resiste à milésima traficância. Enojada de si mesmo, nauseada da chaga ambulante - precipita-se ao abismo eterno...
A consciência venal...

Venalidade: Qualidade do que é venal.
Venal: 1. Que se vende; que se pode vender. 2. Fig. Que se deixa corromper ou peitar por dinheiro.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

de acordo com seus conhecimentos...

...analise as imagens abaixo, e responda:


Bandido/crime + autoridade + amizade = ?









(...) velho jeitinho brasileiro
(...) justiça tarda, mas falha.
(...) população fudida.
(...) pizza
(...) nenhuma das alternativas anteriores, pois no Brasil não acontece esse tipo de coisa.


ps: a questão e alternativas foram elaboradas por mim, as imagens recebi de um amigo. Enviei como uma sugestão para o Enem, mas não sei porque não quiseram.=/

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Humor negro do dia




Querido Papai Noel!

Neste ano, você levou o meu cantor e dançarino preferido, Michael Jackson,
o meu ator preferido Patrick Swayze, a atriz Farrah Fawcett,
o Lombardi, o meu locutor favorito,
entre tantas outras pessoas queridas....

Só quero lembrar você que:
minha governadora favorita é a Roseana Sarney, também gosto muuuito do pai dela; mas duas pessoas da mesma família seria maldade, sendo assim, pensa no bem maior, e ao invés de fazer a alegria de um só estado, melhor fazer a do país inteiro, vai o véio mesmo.
O meu distrital favorito é o Leonardo Prudente,
e o presidente estrangeiro favorito é Mahmoud Ahmadinejad.

Não vou estender muito a lista porque sei que o senhor anda meio ocupado...
Não esquece tá???



/recebi por e-mail, adaptei.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Meios de manipulação em massa

Senta aí...

Juro, que muitas vezes, numa conversa entre os amigos, numa barzinho ou na praça, na maioria das vezes eu tenho que evitar de dar meu ponto de vista. Detesto ser do contra, mas na boa gente: eu concordo quando eu concordo, eu discordo quando eu discordo, eu acredito quando eu acredito e não acredito quando eu não acredito. Simples assim!


Sério mesmo, eu não sei vocês, mas quando eu leio/assisto um jornal ou revista, minha intenção é única e exclusivamente me manter informada do que está acontecendo, e não pra saber o que eu tenho que pensar nas 24 horas do dia, não pra saber qual a opinião que eu tenho que ter. Pra que isso? Pra na hora do bate-papo descontraído entre os amigos eu dar uma de fodona e dizer que tenho a mesma opinião que algum colunista ou jornalista famoso teve?
Só pra isso? E se eu não tiver?

Tem nego que passa na banca no inicio da semana, compra uma Veja e pronto: "bem.. deixa eu ver aqui qual vai ser a minha opinião essa semana." Compra um jornal qualquer e pronto: "bem.. deixa eu ver aqui o que eu tenho que pensar hoje"... E como diz Lulu Santos: "assim caminha a humanidade... com passos de formiga e sem vontade..." Patético isso.


Com o perdão da palavra, aliás, com o perdão da imagem... mas enquanto você usar os meios de comunicação, (ou de informação) pra saber o que você tem que pensar e pra saber qual opinião você deve ter, você tá ó:


Se você acredita que o aquecimento global é a mentira do século ou não, se você acredita que tal político é realmente corrupto ou não, se acredita que aquele líder religioso rouba ou não os fiéis, se acredita nisso ou naquilo... isso meu amigo é VOCÊ quem decide, os meios de comunicação estão lá pra informar o que acontece, não pra manipular sua cabeçinha, que nem loira deve ser.
=D
Acredito que as pessoas darão um enorme passo à frente, quando usarem os meios informação unicamente para manterem-se informadas!
\o/

Você deve tá se perguntando: por que que essa doida ta falando disso agora? Eu respondo, apenas porque, num grupo de amigos, começamos um assunto meio polêmico e tal... eu fui a única a discordar de umas paradas, como já disse no início do post que detesto ser do contra, pedi pra tentarem me convencer de que eu estava equivocada, e a única resposta que me deram foi: "está em todos os meios de comunicação, como voce pode discordar disso menina?" Mas deixa que isso vira assunto prum outro post, ou não...

Bem, admito que enrolo e as vezes não consigo passar as idéias claramente, mas é isso aí, mente aberta, seja crítico, pense, discuta, duvide, se informe, não acredite em tudo que dizem, não acredite em tudo o que lê (inclusive o que lê aqui). Fique atento aos meios de comunicaçãomanipulação em massa. Analise e tire suas próprias conclusões, não se deixe influenciar. Acredite no seu potencial de discernir o certo do errado. Você é capaz, você pode!

Bom, é isso. Vou-me já. Um abraço pra você e pra todo mundo que fô da sua família.
Beijomelinka!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Outra grande perda...

Faz uns dias que não venho aqui, mas o motivo que me trouxe hoje é bem previsível: a morte do Lombardi.
Eu não era seguidora fiel, mas não poderia deixar de comentar a respeito, não da pessoa, mas da voz que praticamente cresci ouvindo.
Bom, o fato é que eu admirava muito sua carreira, e admirava mais ainda a amizade e o respeito que o Homem do Baú tinha por ele, e com certeza tinha valiosos motivos pra isso.
Vai deixar saudades com certeza.
Não vou postar foto, em se falando do Lombardi, acredito que seja da voz que as pessoas lembram!


***


E agora, o resultado parcial da Tele-Sena de Natal:





Lombardi? Ô Lombardi???