quinta-feira, 23 de junho de 2011




Não é fácil. Mas tem dias em que tudo o que você quer é ser entendida, só isso. Eu nem acho que é pedir muito. Ser entendida, simples assim. Sabe você falar uma coisa e o seu interlocutor ouvir e entender, entender e aceitar? Sim, aceitar já que é uma decisão sua.
Mas parece que a única explicação plausível é que existe um objeto não identificado e invisível que faz com que as pessoas simplesmente não entendam. E existe dois lugares aonde esse objeto não identificado se instala: na frente da boca de quem fala, e na frente do ouvido de quem escuta. Esse objeto atua como um tradutor instantâneo que traduz em línguas desconhecidas e que por isso fica todo mundo sem entender nada, esse objeto serve unicamente para confundir.

Daí cada um vai prum lado, a pessoa que passou horas falando se pergunta: será se fui clara? E a pessoa que passou horas ouvindo se pergunta: o que será que ela quis dizer?

E pra completar, eu aposto que quem tá lendo isso também não ta entendendo nada porque é bem provável que o bendito objeto invisível não identificado que serve pra confundir se instalou nos olhos de quem ta lendo. Aí fica tudo assim, ninguém entende nada. Grande m&$#@

2 opiniões importantes:

Escritor em treinamento disse...

Recentemente tive de fazer estágio em classes do ensino médio para a minha a licenciatura. E veja: uma das reclamações recorrentes era a de que os alunos simplesmente não ouviam! Não sei até que ponto nossas realidades se correspondem, mas talvez as gerações, ao longo do tempo, tenham desaprendido a ouvir, pois, preguiçosos que somos, percebemos que mesmo ignorar demandava algum esforço na dissimulação - não-ouvir é uma resposta evolutiva

O que te pareceu estranho, pois que as pessoas se perguntam no texto o que aconteceu, se torna trivial nos projetos de cidadão com os quais passei um tempo: não ouvir passou de casualidade para regra.

O triste disso tudo é que o fazer-se ouvido vai se tornando tão complicado e tomando tanto tempo em nossas reflexões que logo não sobrará mais tempo para pensar no que efetivamente se diz.

Alexandre disse...

Apoio claramente sua idéia e a de nosso amigo no comentário anterior.

Mas, eu tenho uma visão diferente, talvez, mais otismista sobre esse assunto. Acho que o processo do "Entendimento" é um processo muito lindo, as pessoas apresentam a outras uma idéia, e enquanto elas não parem e resolvam conhecer, elas nunca vão entender. As vezes a pessoa não esperava tudo o que você disse, não que ela não entendeu, mas ela simplismente não acreditou que isso poderia estár acontecendo, saindo da sua boca, mas no momento em que ela para, e repassa tudo novamente, ela entende.

Achei muito D'hora seu texto.
passa no meu blog depois?

http://voandoalem.blogspot.com/

Postar um comentário

A leitura especializada é útil, a diversificada dá prazer!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.