segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

fast food, please!

Em conversa com os amigos nesse fim de semana, o que mais falamos foi sobre a rapidez com que as coisas acontecem, o 'tudo ao mesmo tempo', o mundo fast food.
Dizem que o bom da globalização é que tudo acontece ao mesmo tempo, e claro,
estamos acostumados ao mundo imediato, em que tudo acontece rapidamente, a agilidade é a regra. Relacionamento relâmpagos, praça de alimentação com comida pronta, internet banda larga, simples trocas de sms e você já tem um programa agendado. A menina que conheceu o cara mês passado está grávida; o casamento que durou apenas três meses.
Notícia em tempo real, o trem-bala, o miojo que fica pronto em 3 minutos, quase tudo vai pro microondas, banhos rápidos pensando em economizar tempo,
isso e mais inúmeras coisas que nos fazem ter pressa, rapidez. Tudo para otimizar o tempo e fazer valer os minutos do dia.

Tudo é fast food. Vivemos em um mundo de consumo imediato. Ah, se a pizza que você pediu demorar mais de trinta minutos, você não precisa pagar! Vocês viram o comercial do novo fogão que agiliza para a metade o tempo de cozimento das coisas? É... o imediatismo também chegou às relações. Podemos ter alguém por algumas horas. Eita, e se der crise de consciência? Ah, isso se tiver, rapidinho passa. Atualizações curtas, bem curtas, de alguns caracteres, e pra completar, TUDO abreviado. Leu! Acabou! Claro né, não dá tempo de ler muita coisa.
Dor de cabeça? Queremos remédio de ação imediata. Emagrecer da noite para o dia, carnaval já tá pertinho, queremos ficar sarados em poucos dias. Ah, não dá tempo? Faz uma lipo!

Queremos entrar e acabar logo a faculdade, cinco anos fazendo faculdade? Tá louco, tem uma ali que dá diploma com apenas 3 anos. E com isso queremos arranjar um emprego logo, e se possível uma promoção bem rápida, afinal, aqueles três anos na faculdade tem que servir pra alguma coisa.

Há quem diga que o mundo deve ir mais devagar, adotar o movimento slow food, slow living, slow dating, slow writing. Tudo com mais calma, para apreciar melhor a familia, os momentos, os amigos, as dádivas recebidas, reconhecer porque tomou aquelas pauladas... com calma. Digerindo, apreciando, devagar, devagarinho.

Não sou contra nada disso. Nem de ir rápido e querer mais e mais. Muito menos de pedir para irmos mais devagar, sem tantas necessidades. Quero tentar me encaixar nesse mundo... ora rápido, ora devagar. Em que me perco e me acho, com tremenda agilidade.
Mas por que será que se eu não estiver correndo na esteira, tenho a sensação de estar perdendo tempo? Por quê que, apenas caminhar dá a impressão de que não tá valendo a pena? Temos que correr sempre? Fica a pergunta no ar.

Agora, de imediato vou terminar esse post, já pensando no próximo, e desculpem se o texto não ficou muito bom, eu estava com pressa!
Beijinho doce procês, do tipo selinho, que é mais rápido!

14 opiniões importantes:

C.Adriano Bandeira Jr. disse...

o melhor de tudo são as noticias em tempo real,coisa que acontece do outro lado do mundo,vc fica sabendo em poucos minutos.De resto,é bom fazer as coisas devagarzinho,como as coisas boas da vida. =P
e não dizem que a pressa é inimiga da perfeição?

Rhaíssa Morais disse...

Na verdade talvez a pressa seja por medo de não ter tempo pra fazer o desejado, mesmo que muitas vezes pra fazer algo bem feito se leve um tempo maior. De fato, nos dias de hoje está tudo muito corrido, e com o passar dos dias, a situação só vem piorando, porém isso varia de situação pra situação e de pessoa pra pessoa, afinal, é como dizem... a pressa é inimiga da perfeição. rs :)

Ju Martinez disse...

Sou do tipo meio termo, se estou no trabalho quero que o tempo seja breve, que a tarde termine rápidinho... mas se estou com minha família, com meu amor, ae o ritimo é lento como balançar da rede calma na varanda ..rs..

Bom post ..depois eu volto c/ mais calma pra ler outros.. abraços

Rodrigo Reis disse...

Texto muito bom! Eu já tive muita pressa, mas uma vez na minha pressa da vida levei um acidente. Hj costumo dizer, ando devagar porque já tive pressa, já chorei demais, rsrsr. E quer saber, sem pressa tenho sido mais feliz e tomo as palavras de Clarice Lispector pra mim: O que importa é a direção, não a velocidade.

bjos

Fabricio bezerra da guia disse...

ontem eu vi uma reportagem sobre a menor cidade do Brasil.lá a vida passa tão devagar que eu fiquei com uma gastura que eu nem tenho vontade de morar lá.

Eu ia fazer uma piadinha dizendo "desculpe pelo comentário,mas eu estou com pressa"mas vc já fez isso no final da sua postagem

Peyton Treborn disse...

texto bom... até o ritmo dele pareceu meio corrido! hehehe
E o mundo anda cada vez mais rápido... as notícias em tempo real ajudam muito, twitter que o diga (:
Acho que não me acostumaria com o ritmo de vida estilo aquelas cidades pequenas sabe?

Bjs tpo selinho pra vc tb, pq toh com pressa hahaha

Aninha
http://thementalmorfose.blogspot.com/

deby_thamyne@hotmail.com disse...

Não gosto muito do imediatismo, na verdade, existem coisas q precisam vagar e outras não.

Luisguitarg3 disse...

Eu tenho bastante pressa pra fazer as coisas, por exemplo, qdo vii o post nem pensei em ler tuudo, mas ai fui me interessando rsrs...

Realmente hoje em dia, as coisas acontecem mtmo rápido, se acontece alguma coisa no japão, em poucos minutos todos ja estão sabendo aqui...

Abraação!

Rodolfo Soares disse...

Ótimo texto,
Mas tipo, vivemos num mundo em que 24 horas por dia ja é muito pouco para o que se precisa, acho que cada vez mais o homem vai se atrapalhar, fazendo coisas em excesso...

Abraços

Rodz Online disse...

Apesar das velocidade que vivemos na soc moderna, pra algumas coisas temos q desacelerar pra podermos aproveitar.

Willian disse...

Bom texto!
Interessante bem articulado que fala sobre temas reais da convivência.
E concordo literalmente com você

abraço!

http://pensamentonoamor.blogspot.com/

Sequelanet disse...

Muito bom o texto! O final é uma crítica a rapidez do homem moderno. Muito bem feito :)
Bom, tenho que ir que tou atrasado!
abraços

Carol disse...

tá bem legal...e concordo contigo...tenho vérios grilos em relação ao "deus tempo"...bjks

ibere disse...

Teus textos soa sempre otimos e inteligentes, adoro vir aqui e ver que nossa menina esta fazendo um monte de gente pensar!
Realment evoce captou algo muito caracteristico desse mundo em que vivemos: a necessidade de se fazer tudo com pressa, comer, chegar, cumprir mil compromissos, e se demorar, se nao interessar descarta-se como é de bom tom no mundo consumista!( jogamos trocamos um amor, como se trocar um aparelho de celular...)

hoje li um livro bem legal que fala exatamente sobre isso:" modernidade liquida" de Bauman, em que ele diz: " será qeu nos libertamos das amarras tradicionais mesmo? será que nao criamos uma uma armadilha pra nos mesmos?

se nao tivermos raizes em algo, ficaremos como a agua que corre de um lado pra outro... lutando pra viver da forma mais fugaz possivel, fugindo de medo das relaçoes estaveis!

parabens , me fez ensar tambem...otimo texto
Beijos
Ibere

Postar um comentário

A leitura especializada é útil, a diversificada dá prazer!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.