sábado, 20 de fevereiro de 2010

Sociedade Mosuo




Se tem uma coisa que muito me fascina, é aprender sobre culturas diferentes e sempre que eu posso eu fico algumas horas á toa na internet lendo sobre povos, etnias, antigas civilizações, enfim, qualquer coisa que envolva hábitos milenares.
Eis que encontrei uma cultura interessante:
O povo
Mosuo, no sul da China vive sob o matriarcado há milhares de anos. E vão muito bem, obrigada. O que é viver sob matriarcado? É quando uma sociedade vive sob o comando das mulheres, ou seja, elas mandam, elas tem o poder. (ohhhh)

Talvez vocês estejam se perguntando: mas e os homens? Bem, eles sabem e tem consciência de quem vivem melhor sob o comando delas, são elas quem cuidam dos negócios, das riquezas da família, de tudo, apenas elas tem a responsabilidade de cuidar dos filhos, estes, por sua vez levam o sobrenome apenas da família da mãe. Destaquei alguns pontos:

A vida sexual dos Mosuo é muito ativa: elas trocam de parceiro com frequência. São as mulheres que decidem com quem elas querem passar a noite, mas na hora da sedução deixam os homens acreditarem que são eles que escolhem e fazem a conquista. Daí eles passam a noite juntos. Na manhã seguinte, o homem vai embora e a mulher continua com seu trabalho como antes.


O lugar onde as mulheres moram tem uma entrada principal, mas toda mulher adulta tem sua própria cabana. Os homens vivem juntos numa casa grande. Na frente da cabana tem um gancho na parede, quando um homem visita uma mulher, ele pendura o chapéu nesse gancho. Dessa forma, todo mundo sabe que a mulher está acompanhada. E ninguém vai bater na porta.


◘ Se uma mulher se apaixona, ela recebe apenas aquele homem específico, e o homem só vai para falar com aquela mulher. Mas se ela não tiver apaixonada, e quiser 'receber' outro homem, não tem problema nenhum, é normal e ninguém fica falando dela.

Quando uma mulher Mosuo pode conversar com um homem, fazer sexo, e sair com ele mais de uma vez, então ela está apaixonada. O amor é mais importante para elas do que o compromisso.Elas querem estar apaixonadas. O motivo para ficar com alguém é o amor. Mas ainda assim eles não vão viver juntos, é cada um na sua, eles apenas terão 'encontros' à noite, na cabana dela.


◘ Não há violência numa sociedade matriarcal, como elas estão no comando, ninguém briga. Elas não têm sentimentos de culpa ou vingança - é simplesmente vergonhoso brigar. Elas ficam envergonhadas quando o fazem, e isso pode até ameaçar sua posição social.

◘ O líder oficial do governo do vilarejo, o prefeito, é um homem. Quando ele anda nas ruas ninguém o cumprimenta ou dá atenção.
O prefeito apenas representa a região, não toma decisões e não tem nenhuma autoridade.

◘ As mulheres Mosuo não estão interessadas em se casar ou constituir uma família com um homem. Quando o amor acaba, então os 'encontros noturnos' simplesmente acabam. Eles não ficam juntos por causa dos filhos ou por causa do dinheiro ou outro motivo qualquer.
____

Dizem que tudo tem seu lado ruim, mesmo depois de ler bastante a respeito dessa sociedade, confesso que não encontrei nada tão ruim assim, fora o fato que lá os homens quase não fazem nada e passam o dia com os amigos, mas isso por aqui tem aos montes né...

Enfim, mesmo com os altos e baixos, predomina o fato de que são elas quem mandam e desmandam em tudo, são delas todas as decisões.
Bem... eu não sou, nunca fui feminista, mas depois de conhecer um pouco sobre essa cultura, eu fiquei me perguntando: onde é que eu tava que eu não nasci lá?


13 opiniões importantes:

O Pinto Louco disse...

HAHA SE EU NAO TIVESSE ACHADO MINHA ALMA GEMEA AQUI TAMBEM QUERIA NASCER LÁ =D

ja penso em casa ou na rua conversando com os amigos sem fazer nada UAHAHUAHU

simone vauna monteiro disse...

MUITO BOM SEU TEXTO,GOSTEI MUITO MESMO!
SUCESSO!
BJUUSS...

Satiko disse...

KAOSKAOSKAOSKAOKSOAKSO concordo,onde eh que eu estava que nao nasci la¿
Poxa,eu realmente nao sabai dessa cultura,ainda mais na China,onde eles valorizam tanto o Homem.Mas apesar de achar maravilhoso,nao concordo em alguns aspectos,eh claro isso por ter nascido num cultura difernte,mas nao me parece uma vida emocionante`
bjos da garota.com

Minerva disse...

Eu tbm adoro saber sobre outras civilizaçoes...
E ADOREI elas hemmm
O legal é que elas não ficam "faladas" d+++

Borabora disse...

Heheheh
to aqui imaginando como que elas escolhem o felizardo:
-aí cara, passa la na minha cabana hoje, não esquece o lance do chapéu falô?..
kkkkk demais

Luciana disse...

próxima vida quero ser mosuo

Lunaticools disse...

Nossa, que legal e original.
Na Grécia, antes de ela ser formada ainda, tinha uma cidade que era matriarcal, mas o nome m foge agora.
Deve ser bom, apesar dos chifres passar na rua e as minas : "E aí, gostoso. To loca pra te dar uns catos".
Huahua

parabéns pelo post
abç

C.Adriano Bandeira Jr. disse...

quer dizer que elas so querem os homens pra fazer Çéquissu?
kd os direitos e os sonhos dos homens, de se casar e ter filhos e discutir a relação de vez em quando?
cara que mundo é esse hahahha. eu vou morar la

Carlos Augusto Matos disse...

Interessante seu artigo... Nossa, vc escreve maravilhosamente bem...

Bjuxxx

PROFESSOR DÊNIS disse...

Muito interesante sua pesquisa e descoberta.
Já imaginor se a moda pega?

Alexandre Melo disse...

muito bom o post interessante o tema parabéns pela pesquisa .
www.alexandrevmelo.blogspot.com

FabioZen disse...

Homem como objeto?Adorei hahahaha!

Anônimo disse...

Pelo que entendi:

*Existe um gênero privilegiado
*Homens são dependentes das mulheres para tudo
*Homens não possuem direito a propriedade, moram em uma grande "senzala"
*Servem apenas para a reprodução
*Homem não tem direito à opnião
*Homem não tem o direito de se apaixonar, a não ser que seja pela mulher que o escolheu

E tem gente que não consegue perceber nada de ruim. Mulher que se identifica com isso, não possui crédito nenhum para criticar o patriarcalismo. O que muda é apenas o gênero privilegiado e oprimido.


Obs1: Óbvio que não existe violência em uma comunidade tão pequena, isso acontece em qualquer comunidade de pequeno porte.

Obs2: De início pode parecer uma maravilha, o fato de poder se divertir com os amigos o dia todo. Mas será que é realmente boa a sensação de se sentir um "peso morto" para o desenvolvimento da comunidade ?

Postar um comentário

A leitura especializada é útil, a diversificada dá prazer!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.