sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Nem demais nem de menos

Hoje fui num supermercado ali na feirinha do Bacuri, em busca de uma caixa de bombons. Não vem ao caso se eu comi ou não.rs

O caso é que na hora de pagar, entreguei uma nota de 10 reais e como custava 6 reais a caixa, deveria ter recebido 4, óbvio. A mulher, estranhamente, me deu apenas uma nota de dois reais.

Eu fiquei olhando pra ela com uma cara de "tá, cadê a outra nota?" e ela me perguntou: Algo errado?
Óbvio que eu disse que sim.

Então ela pegou os dois reais, guardou e me deu uma nota de 5 reais, ou seja, mais do que eu deveria receber.
Então mais uma vez eu fiquei parada olhando para ela, agora como quem diz "continua errada essa merda".
E ela: "O que foi agora?"
Eu disse: "São só 4 reais de troco, não 5."

Ela então puxou BRUSCAMENTE a nota de 5 da minha mão, pegou quatro moedas de um real e me entregou.
Eu guardei as moedas no bolso e, antes que eu me virasse, percebi que ela me olhava com uma cara como quem diz: "ôôô mala sem alça".

Lembrei de uma vez, ali na padaria da Benedito esquina com Simplicio, comprei algo de cinco reais, dei uma nota de 50, o cara lá (turko ou português, não sei) me deu 95 reais de troco, falei que tava errado e devolvi 50 pra ele; o cara quase me deu um abraço: 'ô minha fia, desculpa, e obrigado'. Eu sorri e saí.

Se no supermercado, a diferença de troco fosse maior, talvez a menina iria querer me dá um abraço também.
Eu estava no meu direito. E depois fiz o certo. E ela ainda ficou me olhando como se me acusasse de fazer algo errado.
Sei lá, saí de lá me sentindo meio idiota. =/

O mundo é realmente uma coisa muito louca.

4 opiniões importantes:

Borabora disse...

O mundo não, as pessoas.

Rodrigo disse...

Já passei por coisa parecida. É por essas e outras, que tem gente que desiste de ser honesta, mas em todo caso, vc fez sua parte, a moça mal-amada do supermercado uma hora acha alguem igual a ela.

Gostei do blog, e vc linda como sempre, memsmo com narizinho de palhaço. uasuasuaus
Apareça, abraço!

Professor Denis disse...

NÃO SE SINTA IDIOTA NÃO, TENHA ORGULHO DE SUA ATITUDE E DE SUA POSTURA.

Natal Marques disse...

Menina, isso é comum aqui em Imperatriz. Outro dia bati o carro às 4h da matina - nem me pergunte como e porque -; meti o carango numa calçada, tomei um prejuízo e voltei no outro dia pra mandar consertar a calçada do cara, que nem viu quem bateu nem o que bateu na calçada dele. Resultado: fui chamado de mané pela maioria dos meus amigos e conhecidos.

Abraço e sucesso em dobro pra você!

Postar um comentário

A leitura especializada é útil, a diversificada dá prazer!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.