segunda-feira, 12 de abril de 2010


"Eu tentei segurar, mas já estava nas mãos de Deus e não nas minhas"


Frase que ouvi esses dias na televisão, de um homem que tentou salvar o filho, e não conseguiu. Ele deu relatos de como tudo aconteceu, e o tempo todo falava com uma força surpreendente, mas de repente diz essa frase e desaba a chorar. Ninguém consegue carregar tanto peso sem se dilacerar e cair de vez...

Faz tempo eu li um poema, não lembro de quem, um dos versos dizia que Deus devia chorar todos os dias. Fiquei imaginando, pensando em todas as coisas que acontecem, tantos desastres, tanta maldade... toda a miséria, tanto sofrimento... E é no meio dessas coisas que percebemos toda nossa fragilidade e vemos que esse universo é tão, tão, mas tão maior do que a gente...
E nasce [nasce não, desperta] um sentimento de humanidade que eu acho a gente não devia abandonar nunca. Um sentimento de respeito e de bondade que se oferece sem se esperar nada em troca... Um sentimento de ser humano de verdade, e de se colocar no lugar do outro e tentar fazer alguma coisa, ao menos uma prece.

**

Que diante de tantas coisas, a gente consiga não sentir inveja, que a gente consiga não ser egoísta, que a gente consiga enxergar o outro em sua profundidade, com seus sentimentos, receios e fraqueza,
que a gente consiga ajudar as pessoas sem esperar nada em troca,
que a gente deixe de exigir dos outros coisas que só fazem sentido se forem oferecidas com espontaneidade,
que a gente aprenda a dar valor às coisas que realmente merecem valor,
que a gente entenda, de uma vez por todas, que sozinhos não somos nada.

Que a gente tenha fé em Deus.

e que essa, e as próximas semanas sejam melhores.

Amém.

**

ao som de Jota Quest - dias melhores

6 opiniões importantes:

SinaldoLuna" disse...

Que esperemos dias melhores, independentemente de religiosidade, de credo.

Adoro Dias Melhores de Jota Quest *.*

Parabéns e Sucesso! 0/

C.Beê! disse...

é, a gente só é sincero na dor quando pára pra ser por no lugar de verdade.
O sofrimento pode ser um peso tão insuportável, que fé é um bom escape para a mente. Mas para o coração, as vezes não há '' vontade de Deus'' que cure um sangramento...
mas é isso ai, mais do que nunca, num tempo de duras transformações, não podemos nos distanciar da nossa humanidade ( do lado bom dela é claro ) ...

Rafa Amaral disse...

O sofrimento, em alguns casos, é insustentável, e acho que a frase do pai, que passou às mãos de Deus seu filho, é certamente uma amostra de religiosidade das pessoas, na esperança de um "pós" a um ente querido - ou, mesmo, um inocente. Gostei do blog, venha conhecer o meu, é de cinema: http://saudadesdobomcinema.wordpress.com

Marcus disse...

O homem tem que entender que só poder hoje não é nada, temos que ter sentimento, temos que ajudar um ao outro e esquecer o mal que existe nas pessoas.

A Bipolar disse...

preciso recuperar minha fé... e esperança...
bjos

Luciana disse...

Amém!

Postar um comentário

A leitura especializada é útil, a diversificada dá prazer!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.